Ministro do STF alegou que só pode julgar atos de governadores por crimes cometidos durante o mandato e relacionados diretamente ao exercício do cargo (Foto: Agência Minas)
Ministro do STF alegou que só pode julgar atos de governadores por crimes cometidos durante o mandato e relacionados diretamente ao exercício do cargo (Foto: Agência Minas)
(Last Updated On: 28/06/2018 13:12)

Por determinação do ministro Herman Benjamin do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) ação penal contra o governador Fernando Pimentel foi remetida para a Justiça Eleitoral de Minas. O processo está relacionado à Operação Acrônimo.

Na operação, a Polícia Federal investiga suposta lavagem de dinheiro na campanha eleitoral de 2014 de Fernando Pimentel. Existe a suspeita de Pimentel ter usado gráficas e agência de comunicação de forma indevida, sem prestar conta para a Justiça Eleitoral.

Benjamin alegou que só pode julgar atos de governadores por crimes cometidos durante o mandato e relacionados diretamente ao exercício do cargo.

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here