Luzia, encontrada em Lagoa Santa, derreteu no Museu Nacional
Luzia foi destruída durante o incêndio que atingiu o Museu Nacional do Rio de janeiro na noite desse domingo. (Divulgação)
(Last Updated On: 03/09/2018 17:10)

Uma das maiores descobertas arqueológicas do Brasil, o crânio de Luzia foi encontrado durante uma missão franco-brasileira em Lagoa Santa

Uma das maiores descobertas arqueológicas do Brasil, Luzia foi destruída durante o incêndio que atingiu o Museu Nacional do Rio de janeiro na noite desse domingo (2). O crânio era o mais antigo fóssil encontrado no país, com cerca de 12 500 a 13 000 anos.

Leia também:

Incêndio do Museu Nacional é uma grande tragédia para a cultura

Luzia foi encontrada em 1975 durante uma missão franco-brasileira em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), chefiada pela arqueóloga francesa Annette Laming-Emperaire (1917-1977). O fóssil estava em uma gruta na Lapa Vermelha, entre os municípios Lagoa Santa e Pedro Leopoldo.

Em 1998, um estudo minucioso revelou que o crânio tinha mais de 11 mil anos e Luzia ganhou fama internacional. Ela foi reconhecida não só como a mais antiga moradora de nossas terras, como também mudou a percepção sobre o deslocamento da humanidade da África até a América.

A teoria formulada pelo biólogo brasileiro Walter Alves Neves, do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, e pelo biólogo argentino Héctor Pucciarelli, do Museu de La Plata, foi de que o povoamento da América teria sido feito por duas correntes migratórias de grupos biológicos distintos de caçadores-coletores vindas da Ásia.

A primeira corrente migratória, que teria ocorrido há 14 mil anos, era composta por membros que teriam aparência semelhante a de Luzia, chamados de aborígenes americanos. Já a segunda corrente migratória teria sido há cerca de 11 mil anos, composta por povos mongoloides, dos quais descendem todas as tribos indígenas da América.

Reconstituição

O rosto de Luzia ganhou forma em 1999. Segundo os pesquisadores, Luzia tinha rosto largo, olhos grandes e vivia isolada em uma gruta. Ela teria morrido aos 20 anos de idade.

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here