A Justiça expediu 22 mandados de prisão e de busca e apreensão (Imagem: reprodução MGTV)
A Justiça expediu 22 mandados de prisão e de busca e apreensão (Imagem: reprodução MGTV)
(Last Updated On: 31/10/2018 18:46)

Ao todo foram presas 13 pessoas por meio de ação que envolveu Ministério Público de Minas, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal.

A Justiça expediu 22 mandados de prisão e de busca e apreensão. Com o chefe da quadrilha, preso em Lagoa Santa, os policiais encontraram um carro, uma caminhonete e uma máquina para fazer dinheiro falso.

De acordo com portal G1, o Gaeco informou que o esquema de tráfico de drogas era liderado pelo suspeito Flávio de Souza Rocha que contava com auxílio de vários criminosos para viabilizar a prática em razão da extensa área de atuação do grupo, estruturado hierarquicamente e com divisão de tarefas.

A Polícia não revelou o nome das outras pessoas presas, a operação desarticulou um esquema de tráfico interestadual de drogas iniciado em Mato Grosso do Sul, passando por São Paulo até chegar em Minas Gerais.

Os destinos da drogas eram Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, na Grande BH, e Sete Lagoas. Elas entravam em Minas em carros que usavam como rota a BR-040.  Os entorpecentes ficavam armazenados em sítios nos arredores dos municípios e, depois, eram distribuídos por todo o estado.

Em Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, a Polícia cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão.

Conforme levantamentos, Flávio atuava há vários anos em Minas Gerais, a partir da cidade de Lagoa Santa, onde chegou a ser investigado em diversas operações policiais entre 2012 e 2017.

Durante as investigações, houve a prisão de alguns dos envolvidos e apreensão de grande quantidade de drogas que era movimentada pela associação criminosa – aproximadamente 130 kg cocaína na forma de pasta base e crack, além de 250 kg de maconha.

Procurado pela reportagem, o advogado de Flávio de Souza Rocha disse que ainda não teve acesso aos autos.

Com G1 e Radio Itatiaia

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here